Educação em pauta

Imagem: Um futuro que vale a pena leva em conta o bem comum.

por Kely Cristina Rego

Coordenadora Pró-Aluno e do Núcleo de Referência da Cultura da Paz do Colégio Santo Agostinho

14/06/2018

Compartilhar

Um futuro que vale a pena leva em conta o bem comum.

“O bem a que chamamos paz é tal que nas coisas humanas não é possível desejar outro mais alegre ou mais útil.”

Santo Agostinho

Debruçados sobre os pensamentos do nosso patrono, Santo Agostinho, podemos destacar "o bem que devo buscar e o males que devo evitar", quando se crê no bem comum como um dos elementos orgânicos do futuro a que aspiramos.

KELY-Um-futuro-que-vale-a-pena-leva-em-conta-o-bem-comum.jpg
A vivência agostiniana permite o encontro consigo mesmo, com os outros companheiros e com Deus.


De que bem falamos? E por que deve ser comum? Sobre qual futuro?

Nossa escola, sempre atenta à convivência positiva entre alunos e educadores, pauta seu trabalho num clima de solidariedade, justiça e amizade. Na perspectiva da formação humana integral, o Colégio Santo Agostinho é um espaço em que o conflito pessoal deve ser reconhecido e tratado como parte integrante do desenvolvimento, mas sustentado pelo diálogo, autoconhecimento e pela compaixão. Esse conflito é o coração pulsante para as conquistas do grupo, quando passa a ser a oportunidade de revisão das crenças, transformação para o melhor e amadurecimento. É uma escola onde se pode ‘experenciar’ os melhores momentos da aprendizagem em todos os campos da vida porque cada experiência é um bem maior para a vida comunitária.

Viver em comunidade é um dos pilares do carisma agostiniano. Todos nascemos e crescemos em meio à comunhão, e conjugar alguns valores tornará comum o nosso viver: amizade, fraternidade, solidariedade e tolerância. Assim, por esses, fazemos da busca o que nos tornará o indivíduo que possa realizar a diferença na reconstrução de uma sociedade que clama por mais integridade e justiça.

Rumo a um futuro próximo ou distante, acreditamos, assim como Gandhi, que a paz é o caminho. O único. Ela dá voz à serenidade, inteligência coletiva, esperança e à felicidade, porque tentamos construir, com nossas crianças e jovens, um tempo de mudança por uma vida mais simples, respeitosa, adversa e altruísta. Ainda sobre o pacifista indiano, sejamos a paz que queremos ver ao nosso lado!

Esse futuro, menos distante do que imaginamos, reivindica do nosso presente saber mais sobre competências gerais e capacidade de interação social. Por isso, propomos uma escola que possibilita o acolhimento, o auxílio e principalmente o protagonismo dos alunos. Para que cada estudante se reconheça como pessoa encorajada a realizar e alcançar seus desejos, fazendo prosperar seu projeto de vida!

Sejam todos muito bem-vindos!